DIGITAL SMILE DESIGN

DIGITAL SMILE DESIGN

DSD – DIGITAL SMILE DESIGN

Planejamento Digital do Sorriso (Digital Smile Design – DSD): entenda o que é e como se faz

Para você, qual é a importância de um sorriso bonito e saudável? Quantas pessoas já lhe chamaram atenção na espontaneidade de um sorriso cativante, daqueles que se tornam até mesmo uma “marca registrada”? E quantas delas você mesmo(a) já conquistou com um sorriso? O que o seu sorriso revela a seu próprio respeito?

Infelizmente, existe um número extremamente significativo de “sorrisos” que é expresso de uma maneira extremamente contida, muito timidamente, por diversas razões. Na maioria das vezes, porém, o fato é que boa parte de nós não se sente suficientemente segura para mostrá-los aos outros. Há quem possa sofrer com alguma doença que afete a aparência dos dentes, necessitando de uma intervenção odontológica urgente (ou, então, necessitando consultar-se com o cirurgião-dentista concomitantemente ao tratamento iniciado com o profissional especializado em outra área da Medicina), quem possa estar com o “sorriso” um pouco mais “amarelado” ou, ainda, entre outras possibilidades, quem simplesmente não goste do próprio aspecto dentário. E a novidade é que, para atender a este último caso, a Odontologia já dispõe de um novo conceito.

Até aqui, o que quase sempre vimos associando ao cirurgião-dentista é a imagem daquele profissional que, se não trata as doenças relacionadas ao sistema mastigatório, previne-as. No entanto, hoje este é um especialista que, além da apurada técnica com que realiza o seu trabalho, vem ganhando cada vez mais espaço e valorização da aplicação artística – e humana – de todo este seu conhecimento. É a isto que se refere o Planejamento Digital do Sorriso (Digital Smile Design – DSD), no qual se contemplam a estética e o design do sorriso do paciente, feito previamente no computador, por um projeto digital de sorriso.

Ocorre que, nos dias de hoje, possuir um sistema mastigatório livre de problemas não basta. Vivemos em uma sociedade cada vez mais exigente, de modo que também passamos a exigir o que há de melhor para nós mesmos, e a possibilidade de se vir a ter um sorriso considerado bonito, que se adeque às características peculiares de cada um (harmonizando-se com o todo, incluindo-se aí a própria personalidade), por meio do qual seja possível manifestar-se naturalmente, dando mais vida à própria face, é um desses “direitos adquiridos” que, se antes parecia um feito distante, agora já é um desejo possível de se realizar.

Para tanto, uma das principais questões a serem levadas em consideração pelo cirurgião-dentista – agora também um “designer do sorriso” – é: o que o paciente quer expressar por meio do seu sorriso?

Quanto aos aspectos fundamentais sobre os quais todo o procedimento se sustenta, estão a comunicação visual (uma análise fotográfica, que permite a visualização da estética e a melhor compreensão da relação entre os dentes, as gengivas, os lábios e da face), a integração entre a equipe de profissionais que atende o paciente (o periodontista, o implantodontista e o ortodontista, por exemplo) e, por fim, a interação dele, paciente, com o próprio especialista responsável.

A interação entre o dentista e o paciente é, inclusive, uma das vantagens que se destacam no DSD. Como se trata de algo personalizado, que contempla os aspectos físicos e emocionais de cada um, segundo aquilo que se pretende expressar por meio do sorriso, o paciente participa direta e ativamente deste planejamento, que, para ser aplicado na prática, dependerá do seu aval.

Em vez de apenas “prever” o resultado, imaginando-o, o interessado no tratamento tem a oportunidade de antevê-lo com o planejamento digital, evitando-se, desta forma, aquelas “surpresas” que poderiam desagradá-lo ao final. Além disso, quando comparado aos procedimentos odontológicos comuns, o processo acaba sendo mais curto, pois essa antecipação que é lhe apresentada virtualmente diminui as chances de repetição das etapas, bastante frequentes nos casos em que a pessoa não visualiza o sorriso que será conquistado, efetivamente. Com isso, a confiança do paciente também é reforçada, aumentando o seu grau de aceitação ao tratamento. Ao mesmo tempo, o dentista se sente ainda mais seguro em relação à escolha da intervenção adequada, e o trabalho em equipe visa à excelência clínica, de forma que toda a ação seja minimamente invasiva e o mais eficiente possível.

Assim, não resta dúvida de que o Planejamento Digital do Sorriso contribui para a melhora da comunicação entre dentista, paciente e laboratório de prótese.

Porém, como o DSD ainda é relativamente recente, é preciso destacar que nem todos os cirurgiões-dentistas já detêm esse conhecimento a respeito de como planejar os dentes e o sorriso digitalmente, pois esta é uma aprendizagem, que pressupõe o uso de aprimoradas ferramentas digitais (as simulações são feitas em um programa especial de computador).